Navigation Menu+

Desaqueça, por favor.

Posted on Jun 22, 2015 by in Textos |

– Por favor, gelo para o café! – Pediu depois que o líquido amargo queimou a boca e adoçou a imagem dela.

Segundo gole.

A cafeteira na mesa coava histórias.
A mão dela brincava com cubos de açúcar.

Terceiro gole.

O perfume dela que saía da xícara tornou-se líquido em seu rosto.
Cristaizinhos de açúcar espalhados na mesa.

Quarto gole.

O sorriso dela fundia-se ao vapor. Riu das tentativas de encontrar os olhos femininos no meio daquela neblina.
A mesa estava limpa.

Quinto gole.

Levantou. Deixou lembranças a serem coadas. As que aqueceram sua garganta, escorriam pela face.

Abriu a porta. Saiu. Foi em busca de neve. Neve para a vida…

14-desaqueca