Navigation Menu+

O Custo do Convite

Posted on Apr 14, 2015 by in Textos |

Há muito ele já admitia o motivo pelo qual gosta de receber visitas. Amigos, parentes e vizinhos, a nova namorada do irmão, a amiga de sua mãe ou o casal que acabara de se mudar para a casa ao lado. Ser anfitrião virara seu hobby. Nada o satisfazia mais que observar e escutar quão fascinadas ficavam as pessoas ao entrar em sua casa. Isso fazia valer as horas de limpezas e preparativos para a recepção.

Na noite em questão, seis pessoas sentavam-se à sua mesa: dois amigos e uma amiga, ambos do trabalho e com seus respectivos companheiros. Agrados e elogios eram recorrentes da conversa. Nem um só objeto passara despercebido pelos olhos vislumbrados dos convidados. Ao término da noite, acompanhou-os até a porta. Agradeceram-lhe pela excepcional receptividade e ambiente maravilhoso. “Depois disso tudo, tenho até vergonha te de convidar pra nossa casa”, confessara-lhe um de seus convidados.

Considerava muito todos eles. Exceto o marido de sua colega, que não demonstrara muita disposição para paparicar o anfitrião. Sentiu pela moça, que era excelente companhia, pois dificilmente convidaria o casal para outra confraternização.

6